quarta-feira, 5 de março de 2014





Borboleta singela
Voas na minha janela
Um sinal ou uma aventura?
Pequenina e frágil
Vens até mim
Mesmo com sol escaldante
Perdendo-se no horizonte
Com seus ocultos segredos
Voas alegremente
Pelas flores do jardim...


Rita Padoin - Extraído do livro "O Despertar do Silëncio".

2 comentários:

  1. Parabéns. O Blog é muito inspirador e as borboletas ficaram lindas colorindo cada pedacinho dele. Fiquei muito feliz e lisonjeada com uma poesia de minha autoria no blog. Beijo poético

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita,
      Eu que fiquei honrada com a sua visita.
      beijos

      Excluir